sábado, 08/05/2021

Feminicídios de adolescentes nas dinâmicas da violência urbana: Interseccionalidade de raça, e classe

Tema da 3ª mesa do Webinário Cada Vida Importa

Neste mês de maio, trazemos o tema “Feminicídios de adolescentes nas dinâmicas da violência urbana: Interseccionalidade de raça, e classe” para a 3ª Mesa do Webinário Cada Vida Importa: 5 anos de mobilização pelo direito à vida de adolescentes, que começou em fevereiro deste ano.

A cada mês, o Comitê de Prevenção e Combate à Violência, da Assembleia Legislativa do Ceará, tem promovido encontros para discussão de temas acerca da prevenção de homicídios na adolescência. O encontro deste mês será dia 14, às 16h, com transmissão ao vivo pelo canal de TV e de Youtube da TV Assembleia Ceará.

Para o encontro, foram convidadas mulheres de diversos espaços de discussão, como Beth Ferreira, integrante do Fórum Cearense de Mulheres; Camila Holanda, professora da Universidade Estadual do Ceará; Veronica Isidorio, integrante da Frente de Mulheres do Cariri; e Daniele Negreiros, Assessora do Comitê de Prevenção e Combate à Violência, que mediará a mesa.

A abertura desse encontro terá performance “Insubmissas” do Grupo Negragem.

CONVIDADAS

  • Beth Ferreira: É educadora feminista, formada em Serviço Social e em História, mestra em Sociologia, militante da Articulação de Mulheres Brasileiras e do Fórum Cearense de Mulheres.
  • Camila Holanda:  Doutora em Sociologia. Professora da UECE no curso de Ciências Sociais campus Itapipoca e do Programa de Pós Graduação em Políticas Públicas. Coordenadora do TRAVESSIAS: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Trajetórias Juvenis, Afetividades e Direitos Humanos. Integrante do Movimento Cada Vida Importa.
  • Veronica Isidoro: É mulher, negra, lésbica, Professora e da Frente de Mulheres do Cariri
  • Daniele Negreiros: Psicóloga, mestra em Psicologia, técnica do Comitê de Prevenção e Combate à Violência da Assembleia Legislativa do Ceará

PERFORMANCE

  • Grupo Negragem: Grupo de estudos e teatro, atuante no bairro Grande Bom Jardim desde 2017 e vem realizando atividades como rodas de conversa, formações, oficinas, esquetes e espetáculos. O grupo tem como objetivo discutir a população negra e promover o orgulho étnico-racial. Performance: Insubmissas