segunda-feira, 20/09/2021

2ª edição do Curso Cada Vida Importa tem inscrições abertas

As duas turmas da nova edição terão aulas iniciadas em outubro

A partir de outubro, começam duas novas turmas na 2ª edição do curso “Cada Vida Importa: fortalecimento de redes de cuidado para a prevenção de homicídios na adolescência”, organizado pela Assembleia Legislativa do Ceará, por meio do Comitê de Prevenção e Combate à Violência, em parceria com a Universidade do Parlamento (UNIPACE). As inscrições têm início dia 20 de setembro e haverá um processo de seleção para participantes do curso. 

A formação tem como objetivo promover debates e reflexões acerca da violência e dos homicídios na infância e adolescência, bem como seus impactos nos círculos familiares e sociais das vítimas. O conteúdo programático é amplo e correlaciona diversas áreas de atuação, estimulando a corresponsabilidade entre profissionais, serviços e comunidades pela efetivação de políticas e ações de prevenção aos homicídios. Portanto, o público alvo do curso é vasto e diverso, porém, convergente em setores imprescindíveis para o fortalecimento de redes de cuidado a crianças, adolescentes e populações vulneráveis, bem como às famílias de vítimas de homicídio. Abaixo, detalhamos mais informações sobre público alvo e seleção do curso.

São 40 horas/aula de curso online e gratuito, com duas aulas semanais, das 18h30 às 20h30, nas segundas e quartas-feiras para a 1ª turma, e terças e quintas-feiras para a 2ª turma. A certificação será emitida pela Universidade do Parlamento (UNIPACE), da Assembleia Legislativa do Ceará. 

A turma de facilitadores é composta de professores, mestres, doutores, educadores sociais e de técnicos do Comitê de Prevenção e Combate à Violência. Confira abaixo as informações sobre cada professor/a e detalhes do curso. 

Público alvo

Conselheiros tutelares e de direitos da criança e do adolescente; operadores do direito; articuladores de bairros e associações, ONGs, coletivos e movimentos sociais; estudantes; psicólogos; assistentes sociais; médicos; jornalistas; gestores; professores; educadores sociais; agentes públicos atuantes nas políticas de assistência social, saúde, educação, segurança pública, cultura e esporte, assim como demais interessados no tema. 

Seleção de participantes

Serão ofertadas 100 vagas para o público geral. As inscrições iniciam dia 20 de setembro e serão encerradas dia 23 ou quando a quantidade de pessoas inscritas chegar a 300, o que corresponde a três vezes o número de vagas disponibilizadas. Os critérios de seleção têm como base a avaliação de sete (07) dimensões, tendo prioridade pessoas de baixa renda; LGBTQIAP+; pessoas trans, travestis ou não bináries; pessoas pretas, pardas, amarelas ou de povos originários; pessoas com deficiência; e pessoas oriundas do Ceará, interior do estado e região metropolitana ou do Nordeste.

Facilitadoras/es convidadas/os:

Angela Pinheiro – Graduada e Mestra em Psicologia; Doutora em Sociologia. Professora Associada da UFC. Integrante do NUCEPEC / UFC, do Coletivo Graúna / UFC, do Fórum DCA Ceará e do Movimento Cada Vida Importa. Consultora do Comitê de Prevenção da Violência da Assembleia Legislativa do Ceará.

Benjamim Lucas – Cientista Social e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará. Atuou como pesquisador e assistente técnico do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência. Atualmente é pesquisador do Instituto OCA, com foco em violência urbana e políticas públicas para infância, adolescência e juventude, e é integrante do Movimento Cada Vida Importa.

Camila Holanda Marinho – Professora da UECE. Doutora em Sociologia. Professora da UECE no curso de Ciências Sociais campus Itapipoca e do Programa de Pós Graduação em Políticas Públicas. Coordenadora do TRAVESSIAS: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Trajetórias Juvenis, Afetividades e Direitos Humanos. Integrante do Movimento Cada Vida Importa.

David Araújo – Psicólogo de formação, membro do Fórum DCA, da Fundação Marcos de Bruin e da Rede ECPAT Brasil.

Ingrid Lorena da Silva – Doutoranda em sociologia – UFC, pesquisadora do Cedeca Ceará. Tem graduação em Serviço Social pela Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza (2014), especialização em Serviço Social, Políticas Públicas e Direitos Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (UECE, 2017), e mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual do Ceará (PPGS / UECE – 2018).

Jéssica Cavalcante – Mestre em Psicologia, pela universidade federal do Ceará. Atualmente, é professora da Uninassau Parangaba nas áreas de Psicologia Social e Jurídica e pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Além disso, atua como Psicóloga no programa Rede Acolhe, vinculado a Defensoria Pública do Estado do Ceará, de atendimento integral às vítimas de violência urbana.

Luciana Martins Quixadá –  Psicóloga e Profa. Dra. da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Coordenadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas Participativas sobre Infância, Cultura e Subjetividade (LINCS/UECE). Integrante do Movimento Cada Vida Importa.

Luís Fernando Benício – Professor do curso de psicologia da Universidade Estadual do Ceará. Psicólogo (CRP 11/15039). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) com regime de mobilidade pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Cursa doutorado em Psicologia (UFC) e coordena o Grupo de Estudos Saúde Mental e (de)colonialidades (UECE/UFC). É pesquisador do grupo de Pesquisas e Intervenções sobre Violência, Exclusão Social e Subjetivação (VIESES/UFC) e pesquisador colaborador do Instituto OCA. 

Mara Carneiro – Assistente social (UECE), mestre e doutoranda em sociologia (UFC), Coordenadora Geral do  CEDECA, membro do Fórum Permanente de Organizações Não governamentais em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – Fórum DCA, conselheira do COMDICA e do CEDH (Conselho Estadual de Direitos humanos).

LINKS

Acesse aqui > EMENTA

Para fazer sua inscrição > FICHA DE INSCRIÇÃO