quinta-feira, 07/11/2019

2ª Semana Cada Vida Importa amplia o tema da prevenção de homicídios em programação cultural diversa

Uma semana para demarcar que, todo dia, cada vida importa. De 11 a 14 de novembro, acontecem uma série de ações que mobilizam Fortaleza e outros municípios do Estado pela realização da Semana Estadual de Prevenção aos Homicídios de Jovens no Ceará. A iniciativa, aprovada pela Lei N.º 16.482 de 19 de dezembro de 2017, tem sua segunda edição em 2019 e seu propósito de ressignificar a memória da Chacina da Messejana, ocorrida na madrugada do 11 ao 12 de novembro de 2015, quando 11 jovens foram assassinados por agentes da polícia na Regional VI de Fortaleza.

A programação (acesse aqui na íntegra) tem início no Centro Cultural Grande Bom Jardim (CCBJ), onde será a abertura oficial da Semana com debate sobre Juventudes e Cultura, na manhã do dia 11 (segunda-feira). A mesa terá participação do Deputado Estadual Renato Roseno, autor da Lei pela implantação da Semana e relator do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios (CCPHA), colegiado ligado à Assembleia Legislativa do Ceará, que articula as ações para a realização do evento. A lei prevê que o poder público, em parceria com movimentos sociais e coletivos artísticos, organizem debates, campanhas, intervenções artísticas e outras atividades em defesa da vida de adolescentes e jovens do Estado. 

Com o tema “Cada Vida Importa”, mote que nomeou a primeira edição da Semana, em 2018, e anteriormente também intitulou o relatório da primeira grande pesquisa do Comitê, em 2016, sobre a trajetória de vida de meninas e meninos assassinados em 2015, esta 2ª edição firma o propósito de destacar “a cultura como importante vetor na defesa da vida e na redução das vulnerabilidades que vitimizam jovens, sobretudo da periferia”, explica Thiago de Holando, coordenador da equipe técnica do CCPHA. 

Destaques da programação

Desde oficina com os jovens realizadores da série “La Casa Du’z Vetin” sobre influenciadores digitais na periferia, “tirando os vetin (sic) da linha de tiro”, como reflete o Leo Suricate, idealizador da série e criador do perfil “Suricate Seboso”, à palestra com profissionais do Sistema Socioeducativo sobre a política de egressos no Ceará, a programação tem início no CCBJ e segue nos próximos dias em outros equipamento públicos, escolas, praças e locais de encontro de movimentos sociais. 

Também estão programados seminários, como o da Rede de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável do Grande Bom Jardim (Rede DLIS), roda de conversa com estudantes de grêmios escolares articulada pela Secretaria de Educação do Ceará (Seduc), cine-debates em escolas no bairro Jangurussu e em outros municípios, como Sobral, que também mobiliza um sarau e exposição fotográfica na Casa de Cultura organizados pela Unidade de Gerenciamento de Projetos pela Prevenção de Violências (UGP/PV). Além da intensa programação no CCBJ, a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), também abre o Sobrado José Lourenço para uma visita guiada à exposição NOMES, processo que teve apoio do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (Cedeca-CE), do Fórum Popular de Segurança Pública do Ceará e do próprio CCPHA.

Comitê Cada Vida Importa

O Comitê surgiu da soma de esforços da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Governo do Estado do Ceará e outras instituições do poder público e da sociedade civil, visando compreender o os elevados índices de assassinatos de adolescentes que o Ceará e Fortaleza registraram nos últimos anos.

Procurou-se observar a fundo a trajetória de vida dos adolescentes que foram atravessadas pela violência letal precoce, a partir da análise de quatro importantes aspectos da vida: individual, familiar, comunitário e institucional. Dedicou-se, assim, ao diagnóstico e à interpretação da situação que levou a proposição de 12 recomendações para prevenção de homicídios na adolescência.

A Semana Cada Vida Importa é uma realização do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência e da Assembleia Legislativa do Ceará, com apoio do Unicef, Fórum DCA, Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Instituto Oca, Visão Mundial, Projeto Meninos de Deus, Centro Cultural Belchior, Secretaria de Educação do Ceará (Seduc), Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (SEAS), Prefeitura Municipal de Fortaleza e Governo do Estado do Ceará.

ACESSE A PROGRAMAÇÃO