terça-feira, 23/07/2019

Comitê articulado com as juventudes do campo

Articuladores estiveram em dois encontros de juventude do Ceará no fim de semana.

É grande e importante a demanda pela mobilização social  com a qual o Comitê Cada Vida Importa tem se comprometido no Ceará, desde seu surgimento, há três anos. Nas últimas semanas, temos acompanhado agendas organizadas pelas juventudes do estado, em especial a do campo. Com a interiorização dos homicídios de adolescentes, tendo 10 municípios concentrando cerca de 70% dos homicídios na faixa etária de 10 a 19 anos, essa pauta é mais que urgente e as recomendações e levantamentos de dados do Comitê têm sido referência para o debate público.

A partir do tema a “Juventude do campo e cidade e cuidado com a casa comum”, a Cáritas Diocesana de Tianguá e a Rede de Juventudes da Ibiapaba convidaram o Comitê para o IV Encontro Diocesano de Juventudes, que aconteceu na comunidade Pindoguaba, Tianguá, entre os dias 19 e 21 de julho. Nosso articulador comunitário Joaquim Araújo apresentou o contexto de violações de direitos de adolescentes e jovens no Ceará, com foco nas pesquisas, evidências e proposições levantadas pelo Comitê.

Para debater os desafios da Educação e a importância de políticas públicas específicas, foi realizado o II Encontro Regional de Juventudes do Cariri Cearense, também no fim de semana passado, na comunidade de Baixio do Muquém, em Crato/CE. Com a participação de jovens de diversos municípios da região, a Rede de Juventudes do Ceará chamou o Comitê e nosso articulador Jamieson Simões se fez presente, para deixar claro que “A educação, a afetividade e a prevenção são a tríade para garantir a vida de meninas e meninos nas nossas comunidades” comenta.